Butterfly

Edição: 1
Editora: Universo dos livros
ISBN: 9788579303494
Ano: 2012
Páginas: 520
Tradutor: Cristina Calderini Tognelli

No andar de cima de uma loja exclusivamente masculina na Rodeo Drive existe um clube privado chamado Butterfly, um espaço em que as mulheres são livres para expressar suas fantasias eróticas mais secretas. Somente as mulheres mais belas e poderosas de Beverly Hills são convidadas a entrar: Jessica, uma advogada que suspira pela época em que os homens eram machos e as mulheres satisfaziam seus prazeres; Trudie, uma construtora que quer um homem que a desafie, em todos os sentidos e sem tabus; e Linda, uma cirurgiã que usa máscaras para desmascarar os desejos que esconde até de si mesma. Contudo, a mais misteriosa de todas as mulheres é a que criou o Butterfly. Ela mudou o nome, o sotaque, até mesmo o rosto para esconder sua verdadeira identidade. E agora está prestes a revelar seu passado para concretizar a obsessão secreta que a levará além do êxtase…

proibido

Introdução

Butterfly é um livro que conta sobre um clube secreto de mesmo nome, onde mulheres realizam fantasias sexuais com muito sigilo.

O que há por trás desse grupo? O que acontecerá com essas mulheres? Conseguirão o que quere? Ou sofrerão as consequências?

O livro discorre e vai além de um livro hot. Existe várias histórias que se sustentam tão bem e que provam que livros de cunho erótico – podem sim – proporcionam muito mais do que cenas quentes e momentos de euforia.

É o primeiro livro da trilogia.

Narrativa

Dinamismo define a narrativa apresentada por Kathryn, o livro é datado de janeiro a junho e a cada capítulo uma das mulheres do grupo é destacado.

Trudie quer encontrar o amor de sua vida.

Linda quer se recuperar de um trauma.

Jessica quer realizar uma fantasia.

Berverly quer vingança.

Com personagens totalmente diferentes e situações também, o livro ganha força quando conhecemos cada de uma de suas personagens. O livro ganha bastante destaque com Berverly, o motivo da vingança e a estratégia como um todo é discorrida nas páginas e a tornam muito mais interessante do que as outras. Confesso que as partes em que ela estava a narrativa fluia muito mais.

Diagramação

A diagramação do livro está um capricho. Confesso que o meu interesse pelo livro veio da capa. Depois que tomei maior conhecimento da trama, vi que vai além de uma capa bonita. Mas talvez seja o melhor livro que li do gênero na vida.

Considerações Finais

Butterfly é um livro genuinamente que discorre sobre vingança e fetiches. Um livro que foi comparado aos “clássicos” do gênero e que com certeza encanta e é muito melhor do que todos eles juntos. Pois vai muito além do gênero, mal posso esperar para ler o segundo.