Carry On

ISBN-13: 9788542808247
ISBN-10: 854280824X
Ano: 2016 / Páginas: 480
Idioma: português
Editora: Novo Século

Introdução

Primeiro, quero agradecer a oportunidade que me foi dada pela Novo Século. Um tempo antes do lançamento do livro, forneceu o livro em ebook para alguns blogueiros pudessem ler ele antes do lançamento oficial. Foi uma experiência e tanto. Assim que o recebi, prometi para mim mesma que ia ler só o primeiro capítulo no dia, mas acabaram se tornando mais 5 capítulos. Costumo ler um pouco mais devagar quando leio livros digitais, mas Carry On conseguiu me pegar de jeito e em 2 dias, já havia terminado.

Fangirl foi um livro extremamente diferente dos outros livros que li da Rainbow, vivi uma espécie de amor e ódio. Principalmente com as inserções de Simon Snow em partes, sempre desconexo e sem profundidade. Meio que quebravam a narrativa como um todo. Acabei lendo as partes só depois de terminar o livro e acabei gostando.

Em Carry On, Rainbow nos presenteia com uma história onde Simon é o protagonista. Sendo assim, minha agonia pela falta de profundidade em Fangirl, acabou de vez. Simon Snow, é um jovem bruxo que foi escolhido e faz parte de uma profecia de salvar o mundo dos bruxos. Ele estuda na escola de magia Watford. E não salvará o mundo dos bruxos sozinho, terá ajuda de sua namorada Aghata e sua melhor amiga Penelopy. Além dessa responsabilidade de ser um bruxo poderoso, tem que lidar com um colega de quarto que também é seu aqui-inimigo, Baz. Simon está no último ano letivo e fica se perguntando o que Baz está tramando, pois ele não aparece para o início do ano, sendo que no final do ano anterior, ele flagrou Baz de mãos dadas com sua namorada.

Sobre Rainbow Rowell

Rainbow Rowell é uma autora americana de livros jovens-adultos ou adulto-contemporâneo. Seus livros jovem-adulto Eleanor & Park e Fangirl receberam muita aclamação da crítica em 2013. Ela é casada e tem dois filhos.
Site oficialTwitterFacebook

Edições estrangeiras

28356624 23734628

Narrativa

A escrita de Rainbow não é novidade, encanta até os leitores mais exigentes. Diálogos bem explorados e personagens interessantes. As coincidências na narrativa, não são mero acaso. Gosto de como ela ousou e no final, conseguiu trazer algo novo e tão bom quanto. Rainbow soube equilibrar.

A narrativa não é só narrada por Simon. O diferencial é que vários personagens tem suas vozes nos capítulos, dos principais até os mais secundários. Dos mocinhos e dos vilões, tem pra todos os gostosos. Os capítulos são curtos, ai é que mora o perigo, pois fica quase impossível largá-lo (mesmo lendo no digital, senti esse gostinho bom de “preciso continuar”). O livro traz muitas referências do mundo geek, algo que quem já lê os livros da Rainbow, sabe que ela adora e tem vasto conhecimento desse universo. O humor, as reviravoltas e os personagens que estão passando por uma fase nova em suas vidas, tudo é muito bem colocado, sem furos ou ganchos mirabolantes.

Projeto gráfico

Eu pouco tenho do que falar nesse quesito, pois li ele em ebook, mas não tenho dúvida que darão uma identidade bem próxima dos outros livros da autora e que todos adoram.

Considerações finais

Carry On, ainda não é meu livro favorito, mas deu pra matar saudade de personagens e da escrita de uma das autoras que mais me encantou nos últimos tempos. É uma das poucas, que torço para que publique pelo menos um título por ano. Pois eu sei que vou me encantar e vivenciar uma trama divertida e ao mesmo tempo, cheia de reflexões importantes sobre os mistérios da vida.

Não deixem de ler Eleanor & Park, Anexos, Fangirl e Ligações.