Entre Dois Mundos –  Lígia Gama Miraglia

Entre Dois Mundos

Edição: 1
Editora: Editora Novo Século
ISBN: 9788576796749
Ano: 2012
Páginas: 400

Alicia Martelli nunca mais seria uma pessoa normal depois de ter fugido da morte. Sua vida que antes era calma e sem nenhum imprevisto, hoje mais parece com uma tragédia grega. Raul, o seu melhor amigo, está ao seu lado lhe confortando de todas as lembranças ruins que a perseguem, mas, ele não a livrará do descontrole e da beira da loucura, já que Alicia descobre um mundo paralelo para o qual deve algo. E Noah, o anjo da morte, faz de tudo para que ela não se esqueça dessa dívida. Será que esse seria o seu fim? Estaria ela predestinada a ser uma maluca em mais um dos corredores dos hospitais psiquiátricos ou a ter seu nome estampado em uma lápide?
proibido
 

Introdução

Previamente já havia me encantado pelo livro da Lígia, felizmente não houve qualquer decepção. É aquele livro que você não quer largar enquanto não termina. Além de lindo, capricharam na edição. Uma das capas nacionais que nada deixa a desejar. O que acho bacana é que estamos num momento em que os livros brasileiros às vezes superam os internacionais. Lígia escreve com propriedade.

Narrativa

A narrativa tem uma premissa um pouco pesada/delicada tem seu início após um acidente.

Alicia sofre um acidente de carro e fica em coma, seu irmão mais novo infelizmente não sobrevive, mas continua ao lado dela a orientando. Ele tem uma função importante, um anjo da guarda e um salvador para Alicia nos momentos mais difíceis narrados no livro.

Alicia também vai poder contar com Raul, um antigo amigo e que se transforma em muito mais do que um. Ele muda da água pro vinho em poucos dias e continua a manter essa postura durante quase todo o livro, fiel, companheiro e disposto a ajudar em tudo que ela necessita.

Noah é um personagem que me agrada, ok, eu gosto do inverso. Não sei explicar, os vilões, antagonistas sempre me chamam atenção. Mas eles só funcionam quando são colocados em histórias felizes, quando tentam colocar um livro sobre o vilão, simplesmente desisto.Pois inventam N motivos para dizer o porque eles são tão maus, perturbadores e malucos. Tem muitas cenas que me encantaram, como quando Alicia e Raul estão na sessão de fotos próximo ao Farol, ou quando Alicia e Noah se comunicam no quarto. É um livro que é facilmente adaptado a outras linguagens.

O romance do livro também me agradam pois os personagens tem uma cumplicidade tão bonita, tão verdadeira e a sensação é que o amor de ambos não tem tamanho pras palavras. É tão forte e intenso que supera a própria literatura.

Momento Macchiato

“Naquela noite, tive um sonho muito estranho. Eu saía com um cara, mas não via seu rosto. Ele me fazia sentir coisas que eu jamais tinha sentido com nenhum outro[…] Quando acordei, estava com a respiração ofegante e sem a parte de baixo do pijama. Levei um grande susto! Levantei o lençol olhei e não acreditei no que vi, me arrumei e voltei a dormir.” pág 29

Considerações Finais

O livro de Lígia tem muito potencial, é o primeiro de uma série de livros que tem tudo pra dar certo. Pois tem personagens fortes e que estão dispostos a lutar. Alicia tem vontade de viver, ela luta contra isso durante o livro todo. Tem em quem se apoiar, apesar de que Noah esteja disposto a fazer o impossível para conseguir o que quer. O livro termina com uma questão muito importante em aberto, o que deixa o leitor roendo as unhas pelo segundo volume.

Lígia, não mate seus leitores de curiosidade! kkk