Estranho Irresistível

Edição: 1
Editora: Universo dos Livros
ISBN: 9788579305740
Ano: 2013
Páginas: 288
Tradutor: Felipe CF Vieira

Um charmoso playboy britânico. Uma garota determinada a finalmente viver. E uma ligação secreta revelada em cores quentes… Após ser traída, Sara Dillon se muda para Nova York em busca de agitação e paixão sem compromisso. É assim que ela encontra um sexy e irresistível dançarino britânico de uma boate que não deveria significar nada além de uma noite de diversão. Mas a maneira – e a velocidade – com a qual ele acaba com suas inibições está prestes a transformar essa relação em algo arrebatador.

 A cidade inteira sabe que Max Stella ama as mulheres. Isso não significa que ele tenha encontrado uma que realmente desejasse manter por perto. Apesar de atrair muito com seu charme de bad boy da Wall Street, é só quando Sara aparece em sua vida que ele começa a se perguntar se existe alguém para estabelecer uma relação fora do quarto. Encontrando-se em lugares onde qualquer um pode vê-los, o que assusta Sara mais do que ser pega em público é ter Max muito próximo…

proibido

Introdução

Após a leitura de Cretino Irresistível, fiquei curiosa para saber como seria a continuação, bom, já sabia que o foco não seria o casal anterior. Porém, aos poucos o encantamento com os personagens novos acontecem naturalmente.

Narrativa

Novamente a trama fica bem densa com o detalhamento dos personagens. Sara é recém-chegada em NY, estava em um relacionamento conturbado e abatido de 6 anos, com uma nova proposta de emprego, decide mudar de vida e se aventurar por novos ares. Max é um investidor muito bem sucedido, é um amigo do noivo de Chloe. A ligação maior com os personagens anteriores se dá com Sara, pois Chloe é a melhor amiga dela, assim os leitores do primeiro livro tem algumas respostas sobre os eventos acontecidos no livro anterior. Há uma sincronia maior por parte da interação entre Max e Sara, o que ficou muito mais dinâmico do que no anterior. Principalmente nos momentos em que mantém uma relação aberta e pautada em regras estipuladas pelo casal.

Sara queria se divertir, mas é difícil não se render a um homem como Max. Inteligente, bonito, carinhoso e cheio de charme.

A construção embora seja muito parecida com a do livro anterior, ela tem seu valor, pois são personagens bem diferentes dos anteriores e que necessitam de um desenrolar diferente. Tanto em ambientação como em sentimentos e ações que vão correndo ao longo da trama. Encontrei muito mais intensidade em Sara e Max. Não há uma relação de amor e ódio. É uma constante luta para não se render. Afinal, Sara teme passar por tudo o que passou, novamente. Porém, quando está com Max, ela se sente poderosa e sente sua falta quando não está por perto.

Diagramação

Segue o mesmo padrão do livro anterior, LINDA. A fonte escolhida também é a mesma do livro anterior, ou seja, bem pequena, mas nada que dificulte a leitura.

Considerações Finais

Estranho Irresistível celebra a sincronia entre duas escritoras (senti muito mais unidade de pensamento nesse livro). Trabalha mais pesadamente nos fetiches que passam além do escritório do livro anterior. A leitura é mega rápida e tudo contribuí para tal. O que de fato me incomodou é sempre ter o mesmo destino de todo e qualquer livro do gênero, uma brecha e uma paixão avassaladora.