Lilac

Edição: 1
Editora: Novo Século
ISBN: 9788576796442
Ano: 2012
Páginas: 392

Lilin, uma succubus ambiciosa, tenta aniquilar Lúcifer. E como punição, é enviada a Terra e destituída de seus poderes. Transformada em feiticeira, Lilin assume vários consortes e começa um plano para reinar sobre os seis clãs dos feiticeiros. Meg cresceu acreditando ter herdado habilidades mágicas de sua tataravó feiticeira. Abandonada ainda bebê pela mãe, seu pai tenta fazer com que ela e sua irmã se interessem pela arte oculta, porém a última coisa que uma adolescente quer é aprender feitiços com sangue de galinha e adagas afiadas. Entretanto, quando Lauren, sua irmã, é assaltada e baleada, e Lucas seus ex-namorado, desaparece misteriosamente Meg se arrepende de não seguir os conselhos do pai. Meg retorna à cidade onde cresceu, para se afastar da dor do passado e da acusação nos olhos do pai. Seu passado, no entanto, não está disposto a deixá-la em paz. Craft, o suspeito inicial no desaparecimento de Lucas, acaba sendo o rei do clã Domovoi, o mais poderoso dos clãs, e sua única esperança de escapar de seu caçador, e da escuridão na qual seu coração se afundou. Mas quando sobreviver pode significar ser um receptáculo ambulante para um demônio que planeja destruir tudo o que você ama, e morrer significa destruir o coração daqueles que te amam, o que fazer? Um demônio banido… Uma linhagem condenada… E uma atração inevitável. O amor realmente supera tudo?

proibido

Introdução

O livro sempre me chamou muita atenção. A trama e o teor me surpreenderam bastante, mas a forma como Deise conduz é bem criativa e agradável.

Narrativa

A narrativa de Deise é bem carregada nos detalhes e ações dos personagens. Contém algumas cenas bem hot. Foi o que me surpreendeu, pois a capa do livro em nenhum momento me mostrou algum tipo de conteúdo assim, apesar de ser muito bonita estéticamente. Se fosse escolhido na livraria talvez não pensasse que existam momentos bem calientes na trama.

Mas nada impediu que eu gostasse ou não, curti muito os momentos em que elas acontecem, chamam a atenção do leitor e provoca uma ansiedade em saber o que irá acontecer de tão interessante na vida de Megan, que até então era uma humana comum e é intimada a um mundo que ela nem se quer conhece.

Craft é um personagem bem agradável e atrai muito os olhares femininos sobre ele… tentador, cuidadoso, meio obcessivo porém, muito amável. Lilac é uma série, ou seja esse é o primeiro livro da mesma.

A narrativa definitivamente prende o leitor do começo ao fim, li em poucas horas e me encantei pela forma como Deise provoca o leitor a continuar lendo e lendo … é aquele estilo famoso de autor que faz com que o leitor passe a noite em claro buscando desvendar o mistério que a trama propõe.

Ele começa muito bem, introduz todos os personagens. Há modificações significativas durante a resolução da trama inicial. Tem um final que atiça o leitor a querer dar continuidade nessa nova visão da protagonista.

Destesto mostrar mais do que devo numa resenha, a intenção não é fazer um fichamento do livro ou contar grande parte da trama pra vocês, em minhas resenhas tento esboçar o que senti de interessante na trama e os prós e contras ao ler. Nada impende que leiam ou não.

Momento Macchiato

“Uau! Você está muito gostosa.” – Delion me elogiou, quando saí do banheiro.

“Você sabe que essa não é a melhor maneira de elogiar a mulher com quem seu irmão está…”

“Com quem meu irmão está o que?” Ele perguntou com um sorriso cínico, quando fiquei sem palavras para definir o que Craft e eu estavamos fazendo.

“Dormindo…Tendo uma coisa…Eu não sei, não confunda minha cabeça. Você falou que estávamos atrasados. Então vamos logo” ” – pág 188

Considerações Finais

Um livro pra se ler e viajar nas fantasias e no mundo em que Deise o criou. Quem gosta de literatura sobrenatural com um toque de cenas picantes, irá sem dúvida nenhuma se encantar com Lilac.