Introdução

Já faz algum tempo que acompanho o processo do livro na forma independente e a publicação pela Generale. Quando eu ia comprar com a Babi veio a notícia de que ele já tinha uma editora. Fiquei muito feliz pela autora, pois sei como é difícil conseguir uma editora que trabalhe tão bem e que esteja diposta a cuidar com tanto zelo, como foi com a Generale. Foi a primeira publicação que li desde que o Macchiato firmou parceria com a editora e posso adiantar que os livros da mesma são totalmente confiáveis e bem cuidados. São caprichados na capa e tem uma boa diagramação. Babi teve sorte e sei que batalhou muito para que Sábado à noite seja um sucesso.

Autora

Babi Dewet tem 25 anos, mora no Rio de Janeiro, é autora do livro Sábado à Noite, blogueira, formada em Cinema , professora, Galaxy Defender, Jedi, Sonserina , empresária neurótica, amante de séries de TV e filmes bobos americanos.

Narrativa

A narrativa de Babi é bem simplista, embora não tenha grandes complexidades, gosto de como as músicas feitas por Daniel sejam mostradas ao leitor que fica a par da história por 2 vertentes. As dos garotos e a das garotas. Amanda é uma personagem que vai te dar motivos de rir e chorar de raiva, pois ela como uma adolescente, erra e acerta com grande frequência ( na maioria dos momentos erra, principalmente com Daniel). Embora erre tem bons motivos para fazê-lo, a lealdade de Amanda com as amigas é algo digno de ser pensado, ou seja, não creio que na prática muitas amigas estejam dipostas a fazer o que Amanda se submete, ainda mais coisas intensas do coração.

A trama que deixa com um misto de saudosismo e reconhecimento de como o tempo passa rápido. E uma atitude pode desencadear outra, outra e outra. Consequências não tão boas podem acontecer.A trama de Babi encanta por isso, ela não dá uma solução prática. E nem muito menos um final que se espera. A varidade dos assuntos tratados na vida desses personagens que tem em comum uma amizade e uma vivência escolar intensa.

Momento Macchiato

“Com os quatro no palco, prontos. Bruno deu a partida.

Naquela noite você me perguntou
Coisas que achei que você soubesse
Eu queria dizer que
O quanto gosto de você
Nada pode ser medido em palavras
E você me disse então, embaixo do céu estrelado
Que faço sua vida valer a pena
É tudo sobre você

Amanda dançava e sorria enquanto prestava atenção à letra da música. ” – pág 258

Considerações Finais

Cenas interessantes, gostosas de serem lidas, algumas até bem reflexivas. Uma cidade pequena, com praia, adolescentes que dirigem e agora tem como entretenimento os bailes aos sábados na escola.

PS: Confesso que até fiquei com vontade de comer miojo com brócolis só pra saber o quão estranho é essa mistura. KKK