O Despertar do Príncipe

ISBN-13: 9788580414363
ISBN-10: 8580414369
Ano: 2015 / Páginas: 384
Idioma: português
Editora: Editora Arqueiro

Quando a jovem de dezessete anos, Lilliana Young, entra no Museu Metropolitano de Arte certa manhã, durante as férias de primavera, a última coisa que esperava encontrar é um príncipe egípcio ao vivo com poderes divinos, que teria despertado após mil anos de mumificação.E ela realmente não poderia imaginar ser escolhida para ajudá-lo em uma jornada épica que irá levá-los por todo globo para encontrar seus irmãos e completar uma grande cerimônia que salvará a humanidade.Mas o destino tem tomado conta de Lily, e ela, juntamente com seu príncipe sol, Amon, deverá viajar para o Vale dos Reis, despertar seus irmãos e impedir um mal em forma de um deus chamado Seth, de dominar o mundo.

Introdução

Em O Despertar do Príncipe, Lilliana Young é uma garota de 17 anos, rica, mora num hotel, recebe uma mesada boa e vive de boas roupas. Ela só tem que tirar boas notas e se comportar (ô vidão!). Mas quando está numa seção do Metropolitan ♥ ela vê uma múmia. Essa múmia, é um príncipe egípcio (sol) que desperta após anos luz. A vida de Lily muda totalmente, uma vida regrada passa a ser totalmente diferente do planejado, ela segue Amon até o Egito, o moço tem o objetivo de encontrar seus irmãos adomercidos. E pra variar, o mundo precisa ser salvo das garras do deus Seth.

[…] “eu não podia negar que jamais me sentira tão… viva.”

Sobre Colleen Houck

Colleen Houck é antes de tudo uma leitora. Ela adora ação, aventura, ficção científica e romance, e seus livros favoritos incluem um pouco de cada um. Depois de obter um grau de associado da faculdade de Rick e transferir para a Universidade do Arizona, ela abandonou a escola para ir para a missão da igreja onde ela conheceu o marido. Colleen tem vivido no Arizona, Idaho, Utah, Califórnia e Carolina do Norte e agora está definitivamente resolvida em Salem, Oregon, com seu marido e seu gigante tigre branco de pelúcia.

Edição estrangeira

17331819

Narrativa

A trama é contada pelo ponto de vista de Lilliana e confesso que não foi uma personagem que gostei de início. Mas passa a mudar no decorrer da trama. O que me irritou na Lily é que a menina não toma decisão nenhuma por conta dela (atitude, garota!), seja pelos pais ou pelo próprio Amon. Espero que isso tenha alterações ao longo dos outros livros.

Amon é crush instantâneo, sujeito divertido e cheio de sarcasmo. Okay, não tenho fixação por múmias, mas ele aos poucos ganha graça e é um personagem bem forte e decidido.

A trama seria mais plausível usando terceira pessoa, se prender a personagem que não tem conhecimento sobre o todo, fica difícil. O modus operandi da trama se assemelha muito a saga dos Tigres, ou seja, quem ler vai achar algumas características muito parecidas na trama e nos personagens.

Gosto do modo como Houck escreve (contraditório, não?) mas são praticamente roteiros prontos pra filmar, dando grande margem à adaptações para o cinema.

Diagramação

Gostei muito da capa do livro, a diagramação também é bem confortável. A leitura flui muito bem e não encontrei erros durante a leitura.

Considerações Finais

Se você não gostou da saga dos Tigres, provavelmente não vai gostar dessa. Mas não custa tentar. 

O Despertar do Príncipe foi uma surpresa muito boa. Houck não me deixa decepcionar. Além de ser uma autora super querida e carismática (esbanjou carisma esse mês nos eventos aqui no Brasil).  Uma história boa, com mitologia e bastante original. Personagens cativantes e bem detalhados durante a trama. Mal vejo a hora para o próximo.