Edição: 1
Editora: Novo Conceito
ISBN: 9788581633909
Ano: 2014
Páginas: 240
Tradutor: Elaine Cristina Albino de Oliveira

Axi Moore é uma garota certinha, estudiosa, bem comportada e boa filha. Mas o que ela mais quer é fugir de tudo isso e deixar para trás as lembranças tristes de um lar despedaçado. A única pessoa em quem ela pode confiar é seu melhor amigo, Robinson. Ele é também o grande amor de sua vida, só que ainda não sabe disso. Quando Axi convida Robinson para fazer uma viagem pelo país, está quebrando as regras pela primeira vez. Uma jornada que parecia prometer apenas diversão e cumplicidade aos poucos transforma a vida dos dois jovens para sempre. De aventureiros, eles se tornam fugitivos. De amigos, se tornam namorados. Cada um deles, em silêncio, sabe que sua primeira viagem pode ser também a última, e Axi precisa aceitar que de certas coisas, como do destino, não há como fugir. Comovente e baseado na própria vida do autor, este livro mostra que, por mais puro e inocente que seja, o primeiro amor pode mudar o resto de nossas vidas.

proibido

Introdução

Em Primeiro Amor, temos Axi Moore, uma menina de 16 anos, tímida, leitora voraz e muito estudiosa. Ela faz um gênero certinha. Dificilmente se arrisca, mas vive uma vida bem complicada nos realcionamentos familiares. Nesse momento, ela conhece Robinson, um garoto alegre, divertido e muito charmoso. Aos poucos, se tornou o melhor amigo de Axi. Cansada de sua vida, ela decide conhecer o país a fora, ela convida Robinson a ir com ela. E é nesse espírito que vamos embarcar em Primeiro Amor, um livro bem diferente dos que o James costuma fazer, um roadbook, que aquece os corações apaixonados.

Narrativa

“Carpe diem. O hoje, afinal era tudo o que sabíamos ter.” 

A narrativa de James e Emily, é em primeira pessoa, temos a visão de Axi durante o tempo todo. Os capítulos são curtinhos o que fazem a leitura andar na potência da Harley que tem todo um significado por trás da trama. A viagem planejada por Axi, vai ganhando força através das situações engraçadas, totalmente impulsivas que vão levando durante toda a trama. O desenvolvimento é perfeito, tem toda a doçura e a paixão que doma o coração de ambos os personagens. O livro é altamente apaixonável com a descrição e ações que os personagens levam a acontecer.

É o primeiro livro em parceira, que James Patterson finalmente acerta. Com um livro viagem, romântico e inspirador. Ele já fez muito sucesso o livro O Diário de Suzana para Nicolas, essa veia para romance já não é novidade, mas é bom saber novamente que ele realmente tem talento tanto para o romance quanto para o gênero policial/investigativo.  Particularmente, acho que deveria escrever mais livros assim. Pois são mais interessantes do que os livros voltados para fantasia.

 

Diagramação

A capa do livro é bastante comum, ela não tem um que há mais. Mas temos uma pista de como será essa viagem. A doçura do casal é expressamente descrita na imagem. A diagramação interna é bem comum, porém, agradável a leitura.

Considerações Finais

Um livro secretamente apaixonante, aos poucos somos convidados a embarcar nessa aventura. Aventurar em cidades, pontos turísticos e ao mesmo tempo, conhecer Axi e Robinson durante todo esse processo. O livro é curto, curto o suficiente para ser interessante.  O livro apesar de seu tamanho, ganha vários quotes intensos e apaixonantes. É impossível marcar ou falar sobre um só.

O livro segundo o próprio autor comenta, foi uma homenagem a Jane, a sua primeira paixão. Com certeza, é um livro que cumpre seu papel com excelência. Preparem os lenços, pois a viagem é longa.