Sem Esperança

ISBN-13: 9788501065124
ISBN-10: 8501065129
Ano: 2015 / Páginas: 320
Idioma: português
Editora: Galera Record

Assombrado pela culpa e pelo remorso por não conseguir salvar Hope nem Less, Holder desenvolveu uma personalidade agressiva. Mas, quando finalmente se depara com Hope depois de tantos anos, não poderia imaginar que o sofrimento seria ainda maior após o reencontro. Em Sem esperança, Holder revela como os acontecimentos da infância de Hope, que agora se chama Sky, afetaram sua vida e sua família, fazendo-o buscar a própria redenção na possibilidade de salvá-la. Mas é apenas amando Sky que ele finalmente será capaz de começar a se reconciliar com si mesmo.

Introdução

Em Sem Esperança, Holder quando menino viu sua melhor amiga ser levada embora e ele nunca se perdoou por isso.  Ela era melhor amiga tanto dele como de sua irmã Lesslie. Anos depois, ele ainda se pergunta por onde anda Hope e ao mesmo tempo tenta entender o motivo de Lesslie ter cometido suicídio. Ambas de suas preocupações geram remorso e culpa. Ele ainda raciocina o que fez de errado e se culpa por não ter percebido que sua irmã precisava de ajuda. Quando conhece Sky na porta do supermercado, ele nota a semelhança com Hope. O que Holder deseja é que de agora em diante ele possa superar suas perdas e possa ter um bom relacionamento com Sky. Mas ele terá de lidar com percalços para encontrar seu equilíbrio.

Confira a resenha de Um Caso Perdido, o primeiro livro da saga Hopeless.

Sobre Colleen Hoover

O amor de Colleen Hoover pela escrita começou em 1985, quando ela tinha cinco anos de idade. Sua primeira história foi intitulado “Mystery Bob” e foi um enorme sucesso com sua mãe (risos infinitos).
Colleen continuou a escrever histórias curtas para amigos e familiares até dezembro de 2011, quando ela decidiu escrever uma longa história que ela intitulado “Slammed”. Ela o auto-publicou na Amazon em janeiro de 2012 e bateu lista de bestsellers do New York Times em Maio de 2012. Colleen prefere ser chamada de uma escritora, como o termo “autora” ainda a assusta e faz com que este se sinta como um trabalho com as expectativas. Ela não funciona bem sob pressão e tem a escrita como um momento divertido e emocionante.

Site oficialFacebookTwitter

Edições Estrangeiras

21883171 24966880  23449577 22604817 24694125 23603031

Narrativa / Personagens

Agora sob a perspectiva de Holder, o mocinho que vive cheio de culpa… dotada de uma narrativa coesa, objetiva e intensa. O livro tem um bom ritmo, o leitor não se perde em meio aos pensamentos. Ver Sky na visão de Holder foi mais do que interessante, a autora conseguiu em dois livros abordar o mesmo assunto sem ficar maçante. É claro que o livro contém mais do universo explorado pela autora no livro anterior, nele, vemos que Holder escreve cartas pra sua irmã.  Nesse livro Daniel, um dos amigos engraçadinhos de Holder, é mais desenvolvido, mas ainda não sei o que dizer sobre ele, não sei se amo, ou odeio…

Diagramação / Capa

Eu não sou fã de capas com personagens, principalmente quando são idealizados de uma forma durante a leitura e quando são utilizados, não se parecem com o que idealizou. A diagramação é agradável, só achei que quando são expostas as cartas a fonte é um pouco pequena, porém, nada que comprometa a leitura.

Considerações Finais

Sabe aquele livro que te emociona muito mais do que contado pela primeira vez? Foi esse tipo maravilhoso que encontrei em Sem Esperança, muito mais sensível, intenso e com uma boa dose de Holder. Temáticas novas são incorporadas ao livro, dando mais conteúdo para reflexões futuras.