LiteraturaResenhas

Tom Clancy’s The Division: Broken Dawn – Alex Irvine

Introdução

Em Tom Clancy’s The Division: Browen Dawn, uma pandemia global que teve início em Nova York, durante uma das datas mais aluscinantes, a Black Friday, tudo começa a se espalhar pelos EUA. Aurelio Diaz, faz parte da Divisão, uma unidade autônoma que os agentes são ativados quando o governo falha. Aurelio infelizmente perdeu a esposa e fica sem opções e deixa seus filhos em um campo de refugiados. Ele vai sair em busca de um colega que abandonou uma missão que causou a morte de vários civis. No meio dessa busca, ele vai encontrar April Kelleher, uma civil que vai a Nova York para investigar o motivo pelo qual seu marido foi assassinado. Juntos, descobrem coisas que ameaçam o país como um todo. Vão precisar correr e conseguir impedir uma exterminação total.

Sobre Alex Irvine

É autor de mais de trinta livros, incluindo os originais Buyout, The Narrows e A Scatteringof Jades, vencedor do prêmio Crawford. Seus outros trabalhos licenciados incluem adaptações de Planeta dos Macacos: O confronto, Círculo de fogo e Tintim, assim como livros relacionados a Transformers, Supernatural, Sleepy Hollow e ao universo Marvel. Ele vive em Portland, no Maine, e divide a casa com a esposa, quatro filhos, dois cachorros, um pássaro, uma cobra e um número variável de outras formas de vida.

Narrativa

Escrito em terceira pessoa, temos o panorama geral dos personagens que entram em saem da narrativa. Gostei bastante da premissa do livro como um todo. O clima é envolvente e aos poucos somos entregue a obra e a curiosidade torna a leitura ainda mais fluída. A única ressalva, é que o título em inglês pode deixar muita gente que não conhece o jogo de RPG, não vai ter acesso e talvez nem se interesse pela trama de primeiro momento. A trama pode ser lida por qualquer um. Quem já jogou e quem não. Acredito que seja até um estímulo pra quem ainda não teve contato. Meu caso, que havia jogado uma vez, mas não tinha me aprofundado no jogo como um todo. Mas que me senti ainda mais curiosa pra jogar novamente e agora com um tempinho a mais.

Projeto gráfico

A estética do livro aborda o game. Gostei da capa e a diagramação segue o padrão adotado por quase todos os livros da editora. Ou seja, sem grandes problemas.

Considerações finais

Tom Clancy’s The Division: Browen Dawn, é um livro ágil, coberto e ação e puro entretenimento. Irvine tem um excelente talento com a escrita, não é a toa que já publicou diversos livros relacionados a séries de tv, filmes e até a Marvel. Gostei bastante da narrativa como um todo, as horas de leitura foram muito bem aproveitadas!

What's your reaction?

Excited
0
Happy
0
In Love
0
Not Sure
0
Silly
0
Aymée Meira
Aymée, mas pode me chamar de Amy. Adora um bom café, filmes (já perdi a conta de quantos vi) e livros dos mais diversos gêneros, incluindo eles Stephen King, Agatha Christie, Joe Hill, Harlan Coben e Tess Gerritsen.

Você também pode gostar

Mais em:Literatura

Os comentários estão fechados.