Edição: 1
Editora: Única
ISBN: 9788567028002
Ano: 2013
Páginas: 224
Tradutor: Edmundo Barreiros

Sexy, sarcástico e de prender a respiração! Para os fãs de Once Upon a Time e Grimm, Veneno é a prova de que contos de fadas são para adultos! Não existe “Felizes para sempre”! Você já pensou que uma rainha má tem seus motivos para agir como tal? E que princesas podem ser extremamente mimadas? E que príncipes não são encantados e reinos distantes também têm problemas reais? Então este livro é para você! Em Veneno, a autora Sarah Pinborough reconta a história de Branca de Neve de maneira sarcástica, madura e sem rodeios. Todos os personagens que nos cativaram por anos estão lá, mas seriam eles tão tolos quanto aparentam? Acompanhe a história de Branca de Neve e seu embate com a Rainha, sua madrasta. Você vai entender por que nem todos são só bons ou maus e que talvez o que seria “um final feliz” pode se tornar o pior dos pesadelos! Veneno é o primeiro livro da trilogia Encantadas, e já é um best-seller inglês. Sarah Pinborough coloca os contos de fadas de ponta-cabeça e narra histórias surpreendentes que a Disney jamais ousaria contar. Com um realismo cínico e cenas fortes, o leitor será levado a questionar, finalmente, quem são os mocinhos e quem são os vilões dos livros de fantasia! Palavra da editora: Veneno é um livro tenro como uma maçã envenenada. Belo como os vilões costumam ser. Sarcástico como príncipes mimados. E sem finais felizes porque já estamos bastante crescidinhos! (E, ainda assim, é um dos finais mais chocantes da ficção atual!) Para fãs de séries de TV e histórias picantes e divertidas, Veneno é puro entretenimento! – Mariana Rolier

proibido

Introdução

O livro Veneno é o primeiro de uma trilogia intitulada, Encantadas, da autora Sarah Pinborough e recentemente lançado pela editora Única. A premissa do livro é uma releitura muito curiosa do clássico da Branca de Neve e os Sete  Anões. Nesse livro encontrará uma Branca de Neve muito diferente da pré concebida pela Disney. O livro tem um conteúdo adulto, ou seja, repleto de cenas quentes.

Narrativa

A narrativa de Sarah, surpreende e ganha um tom muito gostoso de sarcasmo. A trama prende e gruda como chiclete, além de ter uma misturema de outros livros marcos do contos infantis, como João e Maria e Alladin.

Amada pelo pai e querida por quase todos a sua volta, Branca de Neve, é uma garota alegre, solidária e humilde.  A diferença na releitura é que essa Branca, odeia vestidos e tem um comportamento muito diferente das princesas como a conhecemos (muito indisciplinada e chega ao ponto de ser mimada). Lilith (a antagonista da trama) teve uma vida mais humilde, foi praticamente obrigada a casar com o pai de Branca de neve, quando ele havia perdido a esposa há algum tempo, tudo o que ela queria era o poder. A diferença de idade entre ela e Branca de Neve é muito pequena. Lilith se aproveita do momento em que o rei não está e passa a ser autoridade no reino, além disso, faz com que Branca de Neve a respeite e se comporte como uma dama e não como um homem. Ela também arranja um casamento arranjado para a enteada, porém, Branca acredita que só deve se casar quando ela encontrar o seu príncipe encantado. Como Branca não lida bem com os desejos de Lilith. A madrasta decide se vingar dela, primeiramente sem sujar as próprias mãos, mas como não surte efeito, ela dá a garota uma maça que faz com que ela caia dura com um pedaço de fruta entalado em sua garganta. Quando os anões estão velando o corpo, eis que surge um principe perdido que se encanta de imediato com a linda mulher que Branca de Neve é. Do mesmo jeito que Branca tem características totalmente diferentes, pelo menos, no sentido comportamental, o principe também tem atitudes e características novas. Muito mais surpreendentes, confesso.

Vilões das histórias são sempre meus favoritos, pois sem eles, a trama não flui. Lilith tem sua importância, embora o foco não fique somente nela, a cena em que mais gostei, ela está presente.

Diagramação

A qualidade da Única na publicação me encantou. Não encontrei nenhum grande erro na revisão e a capa e a qualidade da mesma é impecável. O mais interessante foi que na orelha do livro há o marcador do próximo livro da série. A capa feita pela editora é muito mais bonita do que britânica da Gollancz.

17185863

Considerações Finais

O livro tem um tom divertido e até um pouco puxado em algumas cenas (bem hots!, confesso que fiquei um pouco chocada com o desempenho sexual da jovem). É um livro pra aqueles que gostam de se aventurar em releituras com um teor mais picante. Vai mudar sua visão da história que toda criança lê ou assiste na infância. Pode até se chocar bastante, mas se levar em conta a criatividade e a ousadia da autora, vai se encantar de uma forma muito positiva. Esse livro é para os que estão dispostos a se aventurar no novo. Ter a mente aberta é uma necessidade! O segundo livro já foi publicado e já está a venda, nesse segundo volume, iremos encontrar uma Cinderella muito diferente do que a conhecemos. E só posso dizer uma coisa: Mal posso esperar!