Champion

Marie Lu

No emocionante desfecho da trilogia Legend, June ocupa uma posição privilegiada no governo e Day trocou a alcunha de criminoso mais procurado do país pela de herói nacional. Mas quando tudo parece conspirar a favor da paz, a ameaça da guerra ressurge na forma de um vírus mortal que começa a espalhar o pânico entre as colônias. Em Champion, a vida de milhares de pessoas está novamente nas mãos de June, a menina-prodígio da República. Mas salvá-las significa também enfrentar novos desafios e exigir novos sacrifícios de seu amor. O livro chega ao Brasil pelo selo Rocco Jovens Leitores, que relança também os dois primeiros volumes da série, Legend e Prodigy.

proibido

Introdução

Champion é o último livro da trilogia Legend. O livro começa aonde o Prodigy parou, Day tem pouco tempo de vida e Anden está no poder. Finalmente um livro que fala bastante sobre poder e a política. Uma guerra está próxima e há surgimento um novo vírus. Estava ficando bem mal acostumada com livros que são distópicos e que se perdiam em romances tórridos.

Sobre Marie Lu

Foto -Marie Lu

Escreve romances jovens-adultos, e tem um amor especial por livros distópicos. Antes de se tornar uma escritora em tempo integral, era diretora de arte em uma empresa de jogos. É formada na Universidade do Sul da Califórnia, e atualmente vive em Los Angeles.


Tumblr – TwitterFacebookInstagram


Capas pelo mundo

22071942  22041236 18873452 23291086

Narrativa

Narrado alternadamente entre Day e June (em primeira pessoa). Dando ao leitor um pouco mais dos ambientes e emoções dos personagens. A narrativa continua fluída e interessante. Minha leitura foi literalmente frenética em uma tarde chuvosa. A escrita de Marie Lu é bem marcante e distinta. O livro segue o mesmo “padrão” dos livros anteriores: curto, objetivo e que mesmo assim, promove reviravoltas na história. É impressionante a rapidez que Day de delinquente ajuda Anden a manter o poder com a República (mas tem seus motivos). Day sabendo da sua doença, se afasta de June para que ela não sofra. A relação deles é bem discutida no livro e o distanciamento também acontece por esse fato. O final pode ser resumido em uma palavra: devastador.

Diagramação

A capa é a mesma da edição pela Penguin, segue com harmonia nas edições anteriores. O trabalho gráfico da Rocco foi impecável na série toda. Segue um padrão de leitura bem confortável e sem muitos erros de digitação.

Considerações Finais

Champion encerra muito bem, naquele momento em que está ganhando o leitor, não o entediando. É a trilogia distópica de mais ação e acontecimentos diferentes do esperado. Sem dúvida, um presente aos amantes do gênero e um livro pra se reler esporadicamente.

Ah, importante: Preparem os lencinhos, pois o choro é grande ao concluir a leitura (principalmente nas 20 páginas finais).