What If...? | Critica da primeira temporada
AnimaçãoCríticaDisney+HeróisMarvelResenhas

What If…? | Critica da primeira temporada

Quando a Marvel anunciou a animação What If…? para o Disney+, os fãs da editora surtaram com as possibilidades que poderiam ser criadas para o multiverso do MCU. Afinal, a série é baseada em um arco de quadrinhos que exploram versões alternativas de seus heróis mais conhecidos.

Com isso, a Marvel aborda conceitos que foram mostrados no MCU, porém com um caminho e resoluções diferentes das que conhecemos.

Uma oportunidade perdida

What If…? mostra Uatu (Jeffrey Wright) um ser galáctico que observa todos os acontecimentos do multiverso, ou como é mais conhecido um Vigia. Assim uma a série de animação antológica, nos mostra o Vigia observando em cada episódio uma versão alternativa da história que conhecemos.

Usar do artifício da animação para esse arco foi um erro e um acerto. Isso porque a animação traz liberdades que um filme não consegue ter.

O problema todo é que esse conceito fica apenas em teoria mesmo. Digo isso, pois essa era a hora do estúdio de trazer novos criadores, e com isso trazer novas visões para seus personagens. Era a hora de abraçar o diferente e sair um pouco da fórmula que já estamos familiarizados.

Dito isso, a série é toda feita pela mesma equipe de criadores, A.C. Bradley e Matthew Chauncey, assinam o roteiro. E Bryan Andrews fica no comando da direção, fazendo os episódios terem variações de tom, mas sempre com a mesma linha narrativa e visual (que alguns momentos enchem os olhos).

Mas é bom?

What If…? ganha muito por conta do carisma dos personagens, algo que já é explorado no MCU, alguns filmes são carregados por conta do amor que o público tem por esses heróis.

Porém, o conceito da série é cativante por si só, sendo assim, a série agrada. Isso porque você se interessa tanto por esses heróis que ver eles em outros ambientes, te prende.

Por exemplo, o episódio “E se… T’Challa se tornasse o Senhor das Estrelas?” é emocionante do início ao fim, primeiro por podermos ter o Chadwick Boseman mais uma vez como T’challa, e é nítido o quanto ele estava se divertindo fazendo a animação.

Segundo por ver o quanto a Marvel soube aproveitar essa oportunidade para dar aos fãs uma homenagem não só ao ator, mas ao personagem também! 

Contudo, a série animada tem muitos altos e baixos, mesmo com diversos lampejos de genialidade. Como por exemplo no episódio “E se… o Doutor Estranho perdesse seu coração em vez das mãos?” e “E se… Ultron tivesse vencido?” que são de longe os melhores da temporada. Se ela tivesse abraçado esse brilhantismo durante toda a temporada, teríamos de fato algo incrível.

Conclusão

Por fim, a primeira temporada de What If mesmo que em diversos momentos seja bem previsível, é cativante, divertida, interessante e nostálgica. Infelizmente a maioria dos episódios ganham o espectador pelo carisma dos personagens em vez do enredo em que eles estão envolvidos.

Com uma segunda temporada confirmada, tenho expectativas para que nos próximos anos eles abracem o poder da animação e nos tragam algo que faça jus ao universo Marvel.

Mas nos digam, o que acharam da primeira animação do MCU? Esperam ver esses personagens novamente? Deixem nos comentários!

Veja também: Shang-Chi e a Lenda os Dez Anéis | Uma origem épica!

Qual a sua reação?

Entusiasmado
0
Feliz
1
Apaixonado
0
Em dúvida
0
HAHA
0
Lorhan
Amante de cultura pop e dono do canal e podcast: Ponto de Vista de Um Amador. Redes sociais: @rangellorhan

    Você também pode gostar

    Mais em:Animação

    Os comentários estão fechados.